Como fazer Intercâmbio Grátis: 6 dicas valiosas

Fazer um intercâmbio gratuito pode ser uma experiência transformadora para qualquer brasileiro, mas quando essa vontade se mescla com a oportunidade de qualificação no exterior, o resultado pode fazer uma diferença gigantesca no seu futuro pessoal e profissional.

Como fazer Intercâmbio Grátis
Separamos 6 formas de conseguir um intercâmbio gratuito. (Foto: Divulgação)

Dicas para conseguir fazer um intercâmbio gratuito

Na hora de pensar em estudar é fora, é preciso pensar em todas as oportunidades. Separamos 6 formas de conseguir um intercâmbio gratuito, para conseguir, é preciso ficar atento as datas de lançamentos e inscrição.

1 – Global Citizens of Tomorrow

A AFS, organização que visa oportunizar experiências culturais variadas, conta com um programa para intercâmbio gratuito na rede de ensino pública dos Estados Unidos.

O objetivo é facilitar a ida de estudantes que não possuem estrutura para efetuar essa viagem por conta própria. A instituição fornece hospedagem, alimentação em uma residência familiar, deslocamento até o colégio, materiais, seguro de saúde e uma ajuda de custo mensal.

2 – United World Colleges (UWC)

O programa United World Colleges (UWC) tem a missão de garantir que alunos carentes tenham uma vivencia no exterior. Essas unidades de ensino são totalmente internacionais e repassam uma mensagem de união e paz através da educação. Os candidatos devem estar nos primeiros anos do ensino médico e ter entre 15 e 18 anos.

3 – Bolsas de Estudos do Santander

O Banco Santander conta com um suporte econômico para estudantes que desejam fazer os famosos cursos de verão, ou seja, especializações de 1 mês até 6 meses de duração.

Deste modo, o brasileiro teria a oportunidade de aprimorar os seus conhecimentos em instituições da Espanha com os gastos de hospedagem, alimentação, deslocamento, passagem, matrícula e materiais totalmente cobertos.

4 – Fundação Carolina

Essa entidade espanhola concede assistência para estudantes da América Latina nas mais variadas áreas de especialização, sobretudo, com destino na Espanha. As vantagens fornecidas podem mudar em função da graduação escolhida, mas há bolsas de 50% a até 100% do valor da mensalidade.

5 – Programa Chevening

Quem está pensando em se especializar no Reino Unido pode contar com uma oportunidade totalmente gratuita através do famoso programa Chevening. Esta iniciativa britânica está a disposição para estudos de exatas, humanas e ciências biológicas em centenas de universidades.

O programa se propõe a arcar com o valor dos bilhetes aéreos de ida e volta do candidato e cursos que não ultrapassam a quantia de 13 mil libras por ano. Além disso, o aluno recebe um auxílio mensal para lidar com questões de necessidade básica, como, por exemplo: alimentação e transporte.

6 – Bolsas de méritos

No fim das contas, existem também as famosas bolsas de estudo por mérito em instituições do exterior. Quem se destaca nos quesitos acadêmicos ou mesmo esportivos pode ter toda a sua formação custeada pela própria instituição.

Apesar de não ser algo tão comum no Brasil, a oferta de bolsas esportivas é bastante normal nos Estados Unidos e permite que os jovens conquistem uma formação acadêmica, ao mesmo tempo em que disputam as competições universitárias e entram na mira das equipes profissionais.

Inúmeros atletas brasileiros tem sido recrutados por universidades norte-americanas nos últimos anos. Por exemplo, o nadador Cesar Cielo, medalhista olímpico, se graduou em Economia e treinou por muito tempo em solo americano antes das Olimpíadas de Londres, em 2012.

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *